Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2009

Um filme pra chorar...

Eu sempre digo e todos estranham, mas é a mais pura verdade: pra mim, filme perfeito é o que me faz rir e chorar; isso mesmo, rir E chorar(não necessariamente nessa ordem). Se um filme tiver que me emocionar ou me assustar ele precisa fazer isso de um modo que me arranque lágrimas e riso(mesmo que eu acabe rindo de mim mesma por estar chorando), da mesma forma a comédia, ela precisa me fazer rir até chorar...não sendo assim, pode apostar que, pra mim, ele não é bom o bastante. Quem me conhece sabe que não sou muito fã de comédia, e esse deve ser o motivo, poucas me fazem chorar de tanto rir. Todo esse preâmbulo aqui só pra falar sobre o filme Prayers for Bobby, que eu acabei de assistir. Um filme maravilhoso, que traz a impecável Sigourney Weaver interpretando a mãe de um jovem homossexual que se suicida aos 20 anos, por não conseguir lidar com o fato de ser gay em uma família que não o aceita. A história é baseada em fatos reais, se passa no meio dos anos 70, e reacende a velha discu…

Espanca, Flor!

"O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais; há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessoa; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade… sei lá de quê!" (Florbela Espanca)

18 de Maio: Dia Nacional da Luta Antimanicomial

Há exatos 22 anos, em 18 de maio de 1987, a cidade de Bauru, em São Paulo, deu início a um movimento revolucionário no campo da saúde, especificamente da saúde mental, que sempre permaneceu à margem das políticas públicas de saúde do país. Esse movimento, que já nasceu com espírito de luta, pretendia acabar com a pouca vergonha do desrespeito às pessoas portadoras de sofrimento psíquico, e levou para as ruas da cidade todos os profissionais de saúde, cobrando das autoridades providências para um projeto de reforma psiquiátrica no Brasil. Uma reforma que passava, obrigatoriamente, pela extinção dos manicômios no país, símbolo maior da exclusão do doente mental. De lá pra cá muitas mudanças aconteceram, conquistas e vitórias foram alcançadas no âmbito da reforma, e duas dessas conquistas se destacam entre as demais: 1. a garantia por lei de que os manicômios brasileiros seriam fechados, gradativamente, acabando assim com a chamada indústria da loucura, ao se evitar internações necessári…

15 de Maio, Dia do Assistente Social.

"Assistente Social é uma moça boazinha que o governo paga pra ter dó dos pobres." A piada é antiga, e perdeu a graça, já. Aliás, pra mim ela nunca teve graça. Nunca me achei boazinha, e tenho dó, mas não dos pobres, e sim das relações desiguais que fabrica pobres e miseráveis aos montes. E essa visão de Serviço Social encontra justificativa não apenas na origem da profissão, com as primeiras senhoras da caridade, mas também pelos princípios que norteiam a sua prática, no compromisso profissional de luta contra qualquer forma de desigualdade ou de violência, e na busca constante da garantia dos direitos sociais e da dignidade humana. Compromisso que exige do profissional um grau de consciência que vai além do apiedar-se dos injustiçados, mas passa, obrigatoriamente, pelo conhecimento e aplicação eficaz do projeto ético e político da profissão.

São princípios do Serviço Social:
O reconhecimento da liberdade como valor ético central, a defesa dos direitos humanos, a democraci…

Eu, a feliz ganhadora...

E pensar que nunca, nunquinha na vida eu ganhei seja lá o que for em rifas, sorteios, ou algo que o valha. Nunca! Lembro mesmo de uma vez, quando estava na moda aqueles bingos de carros que mobilizavam a cidade inteira(falo de cidade de interior) e fomos lá, um grupo de amigos, doidinhos pra ganhar um automóvel zero. Eu, pra ser sincera, fui por ir, como se diz, mas sem esperança de ganhar. Nunca ganhava nada, mesmo. E começamos a marcar nossas cartelas, entre risadas e brincadeiras, piadinhas de bom e de mau gosto, até que todos à minha volta se deram conta de que eu estava por um número para bater. todos, menos eu, é claro. "Querida, você está armada!" Eu estava? Sim, eu estava! Percebi , mesmo atrasada. e percebi também( o que me causou um certo desconforto), que todas as pessoas próximas a mim haviam parado de marcar suas cartelas, acompanhando nervosamente a chamada dos números e esperando que o meu fosse o próximo. Não entendi o que aquilo significava, parecia que a mi…

Vitor Lourenço, um brasileiro.

Interessante a entrevista de Vitor Lourenço, brasileiro famoso pela criação do novo layout do twitter. Além do talento do brasileiro, chamou-me a atenção sua resposta à quinta pergunta feita por membros do twitter para entrevista a Veja.com sobre sua rotina de trabalho. O moço não esqueceu de dar a devida importância ao fato de terem comida disponível, café da manhã e almoço todos os dias! Pasmem! Todos os dias! Brasileiro mesmo, esse Vitor, sabe reconhecer o que realmente tem valor para o nosso povo. Confiram no link abaixo a entrevista.
http://veja.abril.com.br/noticia/variedade/vitor-lourenco-rosto-brasileiro-twitter-469655.shtml

O Outro Lado da Seca

Estou lendo aqui no O Povo on line que o governador Cid Gomes vai sobrevoar, nesta manhã, as cidades atingidas pelas chuvas na Região Norte do estado. A primeira coisa que me vem a cabeça é aquela música do Bráulio Tavares e Ivanildo Villanova, na voz da maravilhosa Elba Ramalho, que diz: imagine o Brasil ser dividido e o Nordeste ficar independente; quem conhece lembra que antes de começar a cantar tem um trecho falado, onde ela diz alguma coisa sobre os políticos brasileiros sobrevoarem o Nordeste em época de eleição para comprovarem que realmente há seca no Nordeste. Legal, né não? Tão reconfortante! Sem críticas a atitude do nosso governador, sobrevoar é mais seguro do que navegar. O povo que o diga. Continuando a leitura vejo que está incluída ali, nos municípios alagados e que estão recebendo ajuda da Defesa Civil, a pequena cidade de Marco, com seus pouco mais de 24.000 habitantes, onde trabalho. Uau! Não que seja uma surpresa tão grande, afinal se é o Rio Acaraú que está caus…