Pular para o conteúdo principal

Entendeu,bebê?

"Sempre buscamos a unidade todo tempo. Acredito que foi isso que possibilitou que tenhamos agora esse caminho de unidade por alcançar um futuro próximo." Alguém poderia, por favor, se não for querer demais,me explicar o que esse cara quis dizer com tão brilhante discurso? Pior é que eu tenho a impressão de que ele está crente que arrasou na fala!E eu me pergunto que raio de escola ele frequentou! Sem querer ofender aos não letrados. Entendi bulhufas do que ele disse, mas tou tentando botar fé no rapaz que assume a pasta do Ministério das Cidades, e que ele atenda o pedido da nossa presidenta sobre agilizar e resolver todos os pepinos ligados ao programa de moradia. Porque dói ver como muitos brasileiros(não) moram aqui,e eu me reservo o direito de não entrar em detalhes , mas vou postar uma foto de uma 'residência' que visitei por esses dias...não, pensando bem não vou postar a foto.E nem é preciso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Riqueza Semântica

Um político que estava em plena campanha chegou a uma  cidadezinha, subiu em um caixote e começou seu discurso:

Compatriotas, companheiros, amigos! Nos encontramos aqui convocados,reunidos ou ajuntados para debater, tratar ou discutir um  tópico,tema ou assunto, o qual é transcendente,importante ou devida ou morte.. O tópico, tema ou assunto que hoje nos convoca, reúne ouajunta, é  minha postulação, aspiração ou candidatura à Prefeitura deste Município.

De repente, uma pessoa do público pergunta:

- Escute aqui, por  que o senhor utiliza sempre três palavras para dizer a mesma coisa?

O candidato responde

- Pois veja, meu senhor: A primeira palavra é para  pessoas com nível cultural muito alto, como poetas, escritores, filósofos etc.  A segunda é para pessoas com um nível cultural médio como o senhor e a maioria  dos que estão aqui. E a terceira palavra é para pessoas que têm um nível cultural muito baixo, pelo chão, digamos, como aquele bêbado ali jogado na  esquina.

De imediato, o bêbado …
Strange Fruit
( Poema de Lewis Allan, pseudônimo de Abel Meeropol, publicado em 1936.)

Southern trees bear strange fruit,
Blood on the leaves and blood at the root,
Black body swinging in the Southern breeze,
Strange fruit hanging from the poplar trees.

Pastoral scene of the gallant South,
The bulging eyes and the twisted mouth,
Scent of magnolia sweet and fresh,
Then the sudden smell of burning flesh!

Here is fruit for the crows to pluck,
For the rain to gather, for the wind to suck,
For the sun to rot, for the trees to drop,
Here is a strange and bitter crop.


Autismo. Filme francês"O cérebro de Hugo"