Pular para o conteúdo principal

Se cair,não adoeça!

Semana passada meu filho sofreu um pequeno acidente e machucou o ombro direito, aparentando não conseguir realizar movimentos com aquele braço, e resolvemos levá-lo ao Instituto José Frota – IJF central para um atendimento de emergência. Lá fomos informados de que só estavam atendendo fratura exposta, e que o único hospital que poderia atender aquele caso seria o Frotinha de Antonio Bezerra. Fomos pra lá, claro. Outro lado da cidade, mas doença é doença, e necessidade é necessidade. Lá chegando demos de cara com um aglomerado de pessoas para atendimento traumatológico, todos se empurrando diante de uma porta que,supus na hora,dava pra sala do médico de plantão.Ninguém pra organizar a fila por prioridade ou,pelo menos,por ordem de chegada. Ninguém. Aos empurrões era decidido quem entrava antes, enquanto eu via, por outros corredores, funcionários passando sem prestar a menor atenção ao que acontecia ali. Abordei um deles indagando porque não tinha alguém orientando aqueles usuários, e fui informada de que a pessoa que cuidava disso tinha faltado ao serviço naquela noite. Do meu lado, alguém falou imediatamente que era mentira, que morava por ali e estava sempre no hospital buscando um ou outro serviço, e que sempre era desorganizado aquele jeito. Numa TV instalada na recepção a prefeita Luiziane Lins fazia pose por trás da presidente eleita Dilma Roussef; olhei pra ela e para o ar de abandono daquele serviço de saúde, e tive vontade de dizer que ela voltasse pra Fortaleza, viesse cuidar da “sua cidade bela”, fiscalizar os seus serviços de saúde – que diabos ela estava fazendo em Brasília?Catando um Ministério, talvez? Tudo bem, estava no seu direito político, mas está no nosso direito de usuário um serviço de saúde digno e competente, e a certeza de atendimento quando se precisa. E é você, senhora prefeita, que tem a responsabilidade e o dever de estar atenta, e de garantir que isso aconteça. Pare de agir como se não tivesse nada com isso, feito madrasta desalmada afinal o povo te elegeu pra ser MÃE, tá lembrada?
* clicar no títilo do post para ler o texto do Professor Mourão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Riqueza Semântica

Um político que estava em plena campanha chegou a uma  cidadezinha, subiu em um caixote e começou seu discurso:

Compatriotas, companheiros, amigos! Nos encontramos aqui convocados,reunidos ou ajuntados para debater, tratar ou discutir um  tópico,tema ou assunto, o qual é transcendente,importante ou devida ou morte.. O tópico, tema ou assunto que hoje nos convoca, reúne ouajunta, é  minha postulação, aspiração ou candidatura à Prefeitura deste Município.

De repente, uma pessoa do público pergunta:

- Escute aqui, por  que o senhor utiliza sempre três palavras para dizer a mesma coisa?

O candidato responde

- Pois veja, meu senhor: A primeira palavra é para  pessoas com nível cultural muito alto, como poetas, escritores, filósofos etc.  A segunda é para pessoas com um nível cultural médio como o senhor e a maioria  dos que estão aqui. E a terceira palavra é para pessoas que têm um nível cultural muito baixo, pelo chão, digamos, como aquele bêbado ali jogado na  esquina.

De imediato, o bêbado …
Strange Fruit
( Poema de Lewis Allan, pseudônimo de Abel Meeropol, publicado em 1936.)

Southern trees bear strange fruit,
Blood on the leaves and blood at the root,
Black body swinging in the Southern breeze,
Strange fruit hanging from the poplar trees.

Pastoral scene of the gallant South,
The bulging eyes and the twisted mouth,
Scent of magnolia sweet and fresh,
Then the sudden smell of burning flesh!

Here is fruit for the crows to pluck,
For the rain to gather, for the wind to suck,
For the sun to rot, for the trees to drop,
Here is a strange and bitter crop.


Autismo. Filme francês"O cérebro de Hugo"