Pular para o conteúdo principal

Nem pensar!

Todo ano é sempre a mesma lengalenga para reajustar o salário mínimo do trabalhador. Uma briga sem sentido, que nunca leva a nada, e que nada tem a ver com a hipócrita alegação dos governantes de que um aumento melhorzinho, vai quebrar a previdência e o país. Quanta mentira! O que poderia quebrar o país seriam os rombos e as roubalheiras que vimos assistindo ao longo dos anos, os salários milionários dos parlamentares (outra forma de rombo/roubo), e mesmo assim o Brasil vem se mantendo de pé, à custa da exploração do pobre trabalhador, cujo salário tem seu índice de reajuste debatido, discutido por meses a fio, com a única preocupação de impedir que o pobre venha a ganhar um pouquinho mais. Claro que é um desaforo, quem eles pensam que são, simples trabalhadores explorados, pra sequer pensar em receber um salário mínimo razoável? Não, nem pensar! E também não tem nada a ver com partido de direita ou de esquerda, e nem faz diferença quem está no poder: ninguém que chega lá tem interesse em que seja pago um salário digno ao trabalhador. Desde que eu me entendo por gente assisto campanhas eleitorais em que a principal bandeira é a defesa de um salário mínimo mais justo. Todos, sem exceção. Votei na Dilma, e votei no Lula, duas vezes, mas lembro como se fosse hoje, do Lula babando e esbravejando em um microfone, há uns dez anos, contra o salário indigno do trabalhador. E como diria o Doutor Jackson Sampaio... And now?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Riqueza Semântica

Um político que estava em plena campanha chegou a uma  cidadezinha, subiu em um caixote e começou seu discurso:

Compatriotas, companheiros, amigos! Nos encontramos aqui convocados,reunidos ou ajuntados para debater, tratar ou discutir um  tópico,tema ou assunto, o qual é transcendente,importante ou devida ou morte.. O tópico, tema ou assunto que hoje nos convoca, reúne ouajunta, é  minha postulação, aspiração ou candidatura à Prefeitura deste Município.

De repente, uma pessoa do público pergunta:

- Escute aqui, por  que o senhor utiliza sempre três palavras para dizer a mesma coisa?

O candidato responde

- Pois veja, meu senhor: A primeira palavra é para  pessoas com nível cultural muito alto, como poetas, escritores, filósofos etc.  A segunda é para pessoas com um nível cultural médio como o senhor e a maioria  dos que estão aqui. E a terceira palavra é para pessoas que têm um nível cultural muito baixo, pelo chão, digamos, como aquele bêbado ali jogado na  esquina.

De imediato, o bêbado …
Strange Fruit
( Poema de Lewis Allan, pseudônimo de Abel Meeropol, publicado em 1936.)

Southern trees bear strange fruit,
Blood on the leaves and blood at the root,
Black body swinging in the Southern breeze,
Strange fruit hanging from the poplar trees.

Pastoral scene of the gallant South,
The bulging eyes and the twisted mouth,
Scent of magnolia sweet and fresh,
Then the sudden smell of burning flesh!

Here is fruit for the crows to pluck,
For the rain to gather, for the wind to suck,
For the sun to rot, for the trees to drop,
Here is a strange and bitter crop.


Autismo. Filme francês"O cérebro de Hugo"