Pular para o conteúdo principal

O Equino e o Suíno


Estava um porco se refestelando na pocilga, quando passou por ele um maravilhoso cavalo, tratado e lavado: “Animal imundo!”, disse o cavalo. “Nem sei como você se atreve a contemplar o mesmo Sol que eu! Ficas aí, no meio da maior imundície, e todos te desprezam. E se te dão comida é apenas para que engordes, engordes, engordes, até que te mandem ao matadouro e sirvas de alimento para os homens. Agora, olha pra mim, tratado como um príncipe, ricamente ajaezado, enquanto parto pra mais nobre missão. Vou para o concurso de obstáculos da olimpíada, vou defender meu país.” E dizendo isso, saiu trotando pelos campos em direção a um ponto de fuga no horizonte.
Acontece, porém, que quando o cavalo chegou ao local da Glória, a Olimpíada já tinha terminado. E seu dono, não sabendo o que fazer com ele e não querendo perder todo o dinheiro que empregara em seus cuidados olímpicos, colocou-o no jóquei para disputar o Grande Prêmio Vale Tudo.
Mas o cavalo não era muito bom de corrida, perdeu esse prêmio e todos os outros dez páreos em que entrou. Aí, o dono, desesperado, encheu o cavalo de doping, picou-o de alto a baixo, e o cavalo só não ganhou a próxima corrida porque estourou na reta de chegada.

E acabou se encontrando dentro de uma salsicha com o porco que tanto desprezara. Depois, os dois foram comidos e se transformaram em adubo, e depois viraram alface e assim por diante.

MORAL: NADA SE PERDE, TUDO SE TRANSFORMA
(De Fábulas Fabulosas, do Millôr)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Strange Fruit
( Poema de Lewis Allan, pseudônimo de Abel Meeropol, publicado em 1936.)

Southern trees bear strange fruit,
Blood on the leaves and blood at the root,
Black body swinging in the Southern breeze,
Strange fruit hanging from the poplar trees.

Pastoral scene of the gallant South,
The bulging eyes and the twisted mouth,
Scent of magnolia sweet and fresh,
Then the sudden smell of burning flesh!

Here is fruit for the crows to pluck,
For the rain to gather, for the wind to suck,
For the sun to rot, for the trees to drop,
Here is a strange and bitter crop.


Autismo. Filme francês"O cérebro de Hugo"

Riqueza Semântica

Um político que estava em plena campanha chegou a uma  cidadezinha, subiu em um caixote e começou seu discurso:

Compatriotas, companheiros, amigos! Nos encontramos aqui convocados,reunidos ou ajuntados para debater, tratar ou discutir um  tópico,tema ou assunto, o qual é transcendente,importante ou devida ou morte.. O tópico, tema ou assunto que hoje nos convoca, reúne ouajunta, é  minha postulação, aspiração ou candidatura à Prefeitura deste Município.

De repente, uma pessoa do público pergunta:

- Escute aqui, por  que o senhor utiliza sempre três palavras para dizer a mesma coisa?

O candidato responde

- Pois veja, meu senhor: A primeira palavra é para  pessoas com nível cultural muito alto, como poetas, escritores, filósofos etc.  A segunda é para pessoas com um nível cultural médio como o senhor e a maioria  dos que estão aqui. E a terceira palavra é para pessoas que têm um nível cultural muito baixo, pelo chão, digamos, como aquele bêbado ali jogado na  esquina.

De imediato, o bêbado …