Pular para o conteúdo principal

O Equino e o Suíno


Estava um porco se refestelando na pocilga, quando passou por ele um maravilhoso cavalo, tratado e lavado: “Animal imundo!”, disse o cavalo. “Nem sei como você se atreve a contemplar o mesmo Sol que eu! Ficas aí, no meio da maior imundície, e todos te desprezam. E se te dão comida é apenas para que engordes, engordes, engordes, até que te mandem ao matadouro e sirvas de alimento para os homens. Agora, olha pra mim, tratado como um príncipe, ricamente ajaezado, enquanto parto pra mais nobre missão. Vou para o concurso de obstáculos da olimpíada, vou defender meu país.” E dizendo isso, saiu trotando pelos campos em direção a um ponto de fuga no horizonte.
Acontece, porém, que quando o cavalo chegou ao local da Glória, a Olimpíada já tinha terminado. E seu dono, não sabendo o que fazer com ele e não querendo perder todo o dinheiro que empregara em seus cuidados olímpicos, colocou-o no jóquei para disputar o Grande Prêmio Vale Tudo.
Mas o cavalo não era muito bom de corrida, perdeu esse prêmio e todos os outros dez páreos em que entrou. Aí, o dono, desesperado, encheu o cavalo de doping, picou-o de alto a baixo, e o cavalo só não ganhou a próxima corrida porque estourou na reta de chegada.

E acabou se encontrando dentro de uma salsicha com o porco que tanto desprezara. Depois, os dois foram comidos e se transformaram em adubo, e depois viraram alface e assim por diante.

MORAL: NADA SE PERDE, TUDO SE TRANSFORMA
(De Fábulas Fabulosas, do Millôr)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mudar... mudar para alcançar Acreditando sempre ser capaz! Lutar... lutar para alcançar Questionando e obtendo resultados!(Artigo DZ9)

Strange Fruit
( Poema de Lewis Allan, pseudônimo de Abel Meeropol, publicado em 1936.)

Southern trees bear strange fruit,
Blood on the leaves and blood at the root,
Black body swinging in the Southern breeze,
Strange fruit hanging from the poplar trees.

Pastoral scene of the gallant South,
The bulging eyes and the twisted mouth,
Scent of magnolia sweet and fresh,
Then the sudden smell of burning flesh!

Here is fruit for the crows to pluck,
For the rain to gather, for the wind to suck,
For the sun to rot, for the trees to drop,
Here is a strange and bitter crop.


FILME: O CÉREBRO DE HUGO ­­­­ Ficha Técnica
Título Original: Le Cerveau d’Hugo Ano de Produção: 2012 País de Origem: França Gênero: Documentário/Drama/Ficção Roteiro e Direção: Sophie Révil Elenco: Thomas Coumans (Hugo),  Arly Jover (Elisa)
* Glosvalda Correia
O objetivo deste trabalho é apresentar as principais particularidades do AUTISMO desenvolvidas no filme “O Cérebro de Hugo”. Trata-se de um filme no formato de documentário, que explora os estudos realizados no mundo sobre o assunto, e inclui depoimentos de autistas, aspies (Asperger) e familiares. Dentro do documentário desenvolve-se a história de um personagem fictício (baseado em fatos reais), Hugo, um menino que, logo ao nascer, os pais percebem que ele é diferente: tem dificuldades para interagir com seus pais, chorava sem parar, e possuía comportamentos estranhos, como por exemplo tirar todos os livros da estante e jogá-los no chão da sala. O Autismo Asperger é uma condição psicológica de espectro do autismo caracterizada …